sábado, 15 de outubro de 2016

Convite




Um dia, quem sabe
quando retornar, não hesite: vá entrando.
E se a porta parecer fechada, não se preocupe.
Decerto o vento
brincalhão que só, encostou.
Pode empurrá-la.
seja bem-vinda!
Tem água fresca no pote
à esquerda de quem chega.
ao lado do pote, copos limpos
cobertos por um paninho bordado.
- "decorado com motivos portugueses" -
como dizia Iaiá, minha bisavó materna
a arrematar mais um ponto no crochê.
Na parede
atrás dos copos
uma tabuinha de cedro
ornada com dois pregos.
Pendurado por um cordão
num dos pregos
um copo grande
de alumínio
pra tirar água do pote
n'outro prego
uma fita desbotada
lembrança de uma chave, jamais usada.
um dia
quando retornar
não hesite: vá entrando.
Se o lugar parecer por demais solitário
não se engane, não se espante, nem tenha medo
um ou outro fantasma perambula por aqui.
não fora isso, com quem eu iria conversar
antes de você chegar?
João Batista Oliveira Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário