sábado, 11 de junho de 2016

O menino e o futuro



Era uma vez um menino diferente
Não assim, como todos os outros meninos do mundo
Ele tinha brilho de estrela e de luar
Pequenino e já brilhava 
Mais que sol refletindo no mar.

Nunca aceitava resposta pronta
Sempre "Por que?" ele perguntava
- Por que a espuma do mar era branca?
- Por que a chaleira apitava?
- Por que mamãe tinha que trabalhar?
- Por que a nuvem andava?
Tempo passou e menino deu de crescer. Os anos a passar.
E menino continuava. Sua curiosidade não cessava.
Tudo que lia, com interesse aprendia. 
Aos 5 anos, tocava seu violão.
E até xadrez aprendia com maestria.

Mas Menino amava mesmo era futebol
E não aguentava ver sua bola
Que colocava na sacola
E levava pra escola
Tinha talento o danadinho!
Deixava espantado Professor 
Dava drible, dava passe,
Caia, levantava,
Seu sonho era ser jogador!

Mas a noite chega
E menino quer aconchego de braço de mãe.
Quer dormir e sonhar. Sonho de criança.
Com bola, com skate, fazendo festança.
Um dia, menino vai virar homem
E fazer o que der na cachola.
E eu pergunto aos meus botões:
- Como você explicaria a esse menino 
o que é felicidade?
E minha sensatez responde:
- Não explicaria. Apenas daria uma bola 
para que ele jogasse...

Liz Midlej

Nenhum comentário:

Postar um comentário