sexta-feira, 25 de março de 2016

Trip



Venha sim, futuro.
Mas não nos tire a infância das crianças
O gosto pela brincadeira e a gargalhada
Que pode até ser alta demais

Não nos tire o quentinho do colo dos avós
O gosto inesquecível do primeiro beijo
O coração disparado antes de cada um dos “sim”
Que a gente sonha acontecendo

Venha sim, mas deixe, por favor,
A hora fantástica de descobrir que a mãe pôs
O biscoito preferido na merendeira
[...] Venha, mas sem tirar o prazer das pequenas e deliciosas
descobertas

Venha sim, futuro, que lhe queremos aqui pertinho
Mas sem tirar o presente e o passado da gente
Sem fazer com que a gente sequer saiba
O que quer dizer
Saudade.

Mariana Paiva
Lavanda, Ed. Kalango, 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário