quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Coexistir


“Quantas existências, quantos corpos, quantos séculos, quantos serviços, quantos triunfos, quantas mortes necessitamos ainda?” 

André Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário