quarta-feira, 8 de abril de 2015

Heranças


De meu pai herdei a alegria

e uma mania atroz de receitar
quase sem desejar, remédios e chás.
Um jeito silencioso de ser,
um modo de conversar
sem recado mandar.
O gosto pelos sabonetes cheirosos,
de cortar o pão com a mão
sem da manteiga fazer questão.
Uma certa tendência
de passar o dia a beliscar
e, por qualquer coisa, engordar...
Mania de ensimesmar a vida,
curar da alma qualquer ferida
e dormir quando desejar.
De despertar cedo para a lida,
na cama não remanchar...
e do medo, nem lembrar!

Jussara Midlej

***
*Por mais um ano de vida. Parabéns e que venham muitos dias de vitória, sucesso, amor, saúde, paz e equilíbrio no seu calendário. Axé!
Veja homenagens anteriores aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário