domingo, 9 de novembro de 2014

Pipa


Quem me dera voar como uma pipa, me soltar ao vento. Fortes brisas me empurram para o alto, mas tenho a linha que me segura. Como uma guia, me faz ver a realidade lá de cima. As alturas, que maravilha! Vejo tudo o que preciso ver, mas não posso sentir tudo. A distância é grande. O tempo é curto. 

|Moacir Cuciello|

Nenhum comentário:

Postar um comentário