quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Manoel de Barros


"A maior riqueza do homem é a sua incompletude. Nesse ponto sou abastado.  Palavras que me aceitam como sou - eu não aceito.

Não aguento ser apenas um sujeito que abre portas, que puxa válvulas, que olha o relógio, que compra pão às 6 horas da tarde, que vai lá fora, que aponta lápis, que vê a uva etc. etc.

Perdoai, mas eu preciso ser Outros. Eu penso renovar o homem usando borboletas."

***
Uma singela homenagem ao poeta Mato Grossense MANOEL DE BARROS, que hoje nos deixa. Manoel foi um dos principais poetas contemporâneos, recebeu vários prêmios, dentre eles, dois Prêmios Jabutis. E mais um poeta brasileiro se despede em 2014, nos deixando órfãos. 
Veja mais aqui: vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário