quinta-feira, 24 de abril de 2014

Amor de calmaria


Amar alguém na calmaria é fácil. Amar alguém quando tudo corre bem e não nos desilude, é o que de mais fácil há. Amar alguém que nos ama, que nos retribui o mesmo que lhe oferecemos, é mesmo fácil! 

Difícil é amar na confusão. Na incerteza do tempo. Amar em condições adversas e na tempestade. Amar no que não se gosta e, ainda assim, amar mais. Amar nos dias zangados. E amar mais. Amar na insegurança. Amar assim é uma batalha. A dois. Ainda que solitária.

Rita Leston

Nenhum comentário:

Postar um comentário