sábado, 14 de setembro de 2013

A parábola do sal

O velho Mestre pediu ao seu jovem discípulo, que estava muito triste, que enchesse a mão de sal, colocasse o sal em um copo d´água e bebesse.
- Qual é o gosto? - perguntou o Mestre.
- Forte e desagradável - respondeu o jovem aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao rapaz que enchesse a mão de sal novamente. Depois, conduziu-o silenciosamente até um lindo lago, onde pediu ao jovem que jogasse o sal. 
O velho sábio então lhe disse:
- Beba um pouco dessa água.
Enquanto a água escorria pelo queixo do jovem, o Mestre perguntou-lhe:
- Qual é o gosto?
- Agradável - disse o rapaz.
- Sente o gosto do sal? - perguntou-lhe o Mestre.
- Não - respondeu o jovem.
O Mestre e o rapaz sentaram-se e contemplaram a linda paisagem. Depois de alguns minutos, o sábio falou ao rapaz:
- A dor existe. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor na alma, deve aumentar o sentido de tudo o que está à sua volta. Temos de deixar de ser do tamanho de um copo e tornarmo-nos um lago grande, amplo e sereno.

Fonte: Maria Vilani Madeiro, Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário