quinta-feira, 2 de maio de 2013

A contabilidade do "Seo" Amorim


"- Após o nascimento o ser humano prossegue na escala evolutiva, aprendendo, crescendo. Ao chegar ao momento da morte, na perspectiva dos meus argumentos, é natural que a vida prossiga, sobrevivente ao corpo, à caminho da luz. Se não fosse assim, como entender a inteligência suprema da divindade, criador do equilíbrio e harmonia universais, se permitisse que todo esse acervo adquirido, todo o patrimônio do conhecimento sucumbisse junto com o corpo? E a experiência vivenciada, a superação das dificuldades, a transposição dos obstáculos, os exemplos seguidos, todo esse cabedal seria depositado numa urna junto com o corpo?

- Acho que você tem toda a razão. Tudo que experimentamos ou deixamos de experimentar por não considerar ético, legal ou moral não pode se dispersar… O que me deixa impressionado é que essa contabilidade esse inventário patrimonial a que você se refere, é assim tão simples…”

Wilson Midlej
Para ler esse maravilhoso e emocionante texto na íntegraClique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário