terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Ano novo


O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho da sua história.
O grande lance é viver cada momento como se a receita de felicidade fosse o AQUI e o AGORA.
Claro, a vida nos prega peças. É lógico que, por vezes, o pneu fura, chove demais… mas, pense só: tem graça viver sem rir, de gargalhar, pelo menos, uma vez ao dia? Tem sentido ficar chateado durante o dia todo, por causa de uma discussão na ida para o trabalho?
Quero viver bem! Este ano que passou foi um ano cheio. Foi cheio de coisas boas e realizações, mas, também, cheio de problemas e desilusões. Normal. Às vezes, a gente espera demais das pessoas. Normal. A grana que não veio, o amigo que decepcionou, o amor que acabou. Normal.
O ano que vai entrar vai ser diferente. Muda o ano, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade, que nem sempre é a que a gente deseja, mas e aí? Fazer o quê? Acabar com o seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança?
O que desejo para todos é sabedoria! E que todos saibamos transformar tudo em boa experiência! 
Que todos consigamos perdoar o desconhecido, o mal educado. Eles passaram na sua vida. Não podem ser responsáveis por um dia ruim… Entender o amigo que não merece nossa melhor parte. Se ele decepcionou, passe-o para a categoria 3. Ou o mude de classe, transforme-o em colega. Além do mais, a gente, provavelmente, também já decepcionou alguém.
O nosso desejo não se realizou? Beleza, não estava na hora, não deveria ser a melhor coisa para esse momento. 
Lembro-me, sempre, de um lance que adoro: CUIDADO COM SEUS DESEJOS, ELES PODEM TORNAR-SE REALIDADE.
Chorar de dor, de solidão, de tristeza, tudo faz parte do ser humano. Não adianta lutar contra isso. Mas, se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam bem diferentes.
Desejo para todo mundo esse olhar especial.

Drummond de Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário