domingo, 18 de novembro de 2012

Vida de fotografia.




Pessoas que são emocionalmente instáveis postam com mais frequência em redes sociais com o objetivo de controlar um pouco suas emoções e receber apoio social. Segundo o Business Insider, pessoas assim costumam compartilhar mais suas emoções no Twitter e no Facebook, o que não reflete seus comportamentos offline. 

Ao dividir tanto, eles conseguem uma injeção de ânimo no seu bem-estar, diz o artigo, citando o livro “Facebook Therapy: Why People Share Self-Relevant Content Online” (terapia do Facebook: por que as pessoas compartilham conteúdo auto-relevante online), de Eva Buechel e Jonah Berger. 

Pode ser uma boa estratégia, diz o texto, já que usuários do Facebook costumam receber mais apoio emocional do que outras pessoas. A desvantagem é que as pessoas costumam mostrar bem mais o que elas têm de melhor, o que faz com que a gente crie retratos de vidas inatingíveis, o que pode fazer com que a gente se sinta mal ao comparar a nossa vida com a dos outros. Por isso é sempre importante buscar o equilíbrio.

Eric Barker
Business insider Science Contributors
Para ler o texto completo AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário