terça-feira, 27 de novembro de 2012

Ao tempo

Em algum lugar de Salvador-Ba.    Foto: Ariel Brasileiro

Quem teve o privilégio de viver muito sabe que o tempo é um mestre muito caprichoso. Às vezes, as suas lições são tão repentinas que quase nos afogam. Outras vezes, elas se depositam devagar como a conta gotas diante da avidez das nossas perguntas. 
E por isso, quem teve o privilégio de viver muito tempo, aprende a olhar com serenidade o turbilhão da vida. Amores ardentes se extinguem. Urgências se acalmam. Passos ágeis, alentam. 
Enfim, tudo muda. Muda o amor, mudam as pessoas, muda a família, só o tempo permanece do mesmo modo, sempre passando. Um brinde ao tempo que esculpiu no meu rosto e na minha alma a sua marca que tanto me orgulho. 
Ao Tempo, ao Tempo.....

Autor desconhecido

Um comentário: