terça-feira, 31 de julho de 2012

Estrada Parque Pantanal - MS - Brasil

Estrada Parque. Foto: Liz Midlej
Morar no Pantanal Sul-Matogrossense e não conhecer a Estrada Parque é como chegar a Paris e não visitar a Torre Eiffel. Em seus 120 quilômetros de extensão pelo Pantanal, a Estrada Parque oferece uma oportunidade prática e econômica para observar a fauna e a flora da região. A contemplação é a marca principal do atrativo e o contato com uma infinidade de animais silvestres torna o passeio ainda mais especial. Durante o trajeto é possível observar inúmeros animais como jacarés, capivaras, araras, tuiuiús, cararás, ariranhas, veados e sucuris.

Veado. Foto: Liz Midlej
A Estrada atravessa quatro sub-regiões do Pantanal: Miranda, Abobral, Nhecolândia e Paraguai. O período de águas baixas – de julho a dezembro - é o mais interessante por uma série de razões, dentre elas o fato de peixes ficarem presos nas lagoas marginais em processo de evaporação, atraindo milhares de pássaros em busca de alimentos. Nos períodos de águas altas – janeiro a junho - pode ser coberto pelas águas, o que torna o trânsito complicado. Nesta época a visualização de animais pode ser mais difícil. A condicional é pela variável dinâmica das águas a cada ano.

Tuiuiú, símbolo do Pantanal. Foto: Liz Midlej
O traçado da Estrada Parque ajuda a contar um pouco da história da região. O marechal Cândido Rondon projetou ali uma linha telegráfica no fim do século XIX, e a casa do telégrafo, construída em palafita no Porto da Manga, resiste ao tempo. A rodovia também servia como única ligação viária entre Corumbá e Campo Grande até a década de 1980, quando a BR-262 foi implantada.

Estrada Parque. Foto: Liz Midlej
Na comunidade Porto da Manga, existe cerca de 40 famílias ribeirinhas que vivem basicamente da pesca. É nesse ponto que acontece a travessia de balsa sobre o rio Paraguai. No trecho final a estrada passa ao lado do maciço do Urucum, onde estão as maiores jazidas de manganês e bauxita da América Latina.

Porto da Manga.   Foto:Liz Midlej
A pessoa tem de se conceder fazer essa viagem pelo menos uma vez na vida. É um local extremamente rústico, quase um deserto, mas encantador. É o Brasil que vale a pena conhecer!

Estrada Parque. Foto:Liz Midlej

Nenhum comentário:

Postar um comentário