sexta-feira, 20 de julho de 2012

Chamamé


Morando por essas "bandas" do Centro-Oeste do mapa do Brasil, gosto sempre de contar curiosidades. Como eu já escrevi antes, tudo é muito diferente do Nordeste e por isso mesmo muito legal de conhecer.

A diversidade cultural do Oeste Brasileiro se revela com força na música. Artistas do Mato Grosso do Sul se expressam com alma guarani, influência de onde o Brasil foi Paraguai um dia. É comum ouvir o Chamamé, a Polka Paraguaia e a Vanera, estilos herdados dos Argentinos e Paraguaios e frutos da forte miscigenação étnica que existe na região.

O Chamamé é um gênero musical tradicional da província de Corrientes, Argentina, apreciado também no Paraguai, nos estados do Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e em outros países.

Em sua origem se integram raízes culturais dos povos indígenas guaranis, dos exploradores espanhóis e até de imigrantes italianos. Na Argentina, o chamamé é dançado em compasso ternário, ou seja o chamamé valsado, na língua indígena guarani, chamamé quer dizer improvisação.

O chamamé é o resultado do amor, da fusão de raças (etnias), que misturadas com o tempo contaram a história do ser humano e de sua paisagem, projetando-se inclusive para outras fronteiras. Utiliza o acordeão e o violão como instrumentos principais.

|Liz Midlej|

Nenhum comentário:

Postar um comentário