domingo, 13 de novembro de 2011

Ao que está sendo

[...] Há só uma janela fechada, e todo o mundo lá fora;
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse,
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela.
Fernando Pessoa
Poemas completos de Alberto Caeiro.

Fonte: Fractais de Mim

Nenhum comentário:

Postar um comentário