quarta-feira, 14 de setembro de 2011


A má qualidade do ensino em escolas de diversos níveis é um problema muito maior do que a qualificação de professores e a capacitação técnica de laboratórios. O pai que não se envolve com a escola, que a trata como uma espécie de creche para deixar seus filhos ocupados enquanto trabalha ou que só a procura para reclamar de professores rígidos demais com seus pobres e mimados coitadinhos está criando incompetentes, que provavelmente passarão boa parte da vida adulta fritando seu patrimônio e chorando pelos cantos. A família que não se envolve no jogo dos filhos, que empresta o smartphone para os rebentos em restaurantes e que liga o vídeo no carro para que não importunem, está criando cidadãos autistas e egoístas, cujo consumo de informação tenderá a ser pragmático, pornográfico, indiferente. Não há lugar para a cultura no ambiente das resenhas. Pais que não gostam de salada não conseguirão fazer com que seus filhos a comam.

Luli Radfahrer, trechos de Escolinha de craques.
Para ler o texto completo, aqui.

Fonte: Carambolas Azuis

Nenhum comentário:

Postar um comentário