sábado, 3 de setembro de 2011

Educação x cidadania


"Os jovens de hoje ficam confusos ao entrar num ambiente que remonta ao século 19 que caracteriza uma estrutura educacional onde a informação é escassa porém ordeiramente enfileirada em seus fragmentos, com os assuntos classificados em padrões e agendas." (Mc Luan, 1967)

Dia 02 de setembro, assisti a uma palestra no IMRS(Internet Marketing Road Show) do Gil Giardelli sobre inovação, economia e crowdsourcing*. A palestra abordava como tema principal a importância das redes socias no mundo e esse foi um dos vídeo apresentados que me fez refletir.

Essa palestra acontece exatamente em uma semana onde a escola a qual minha filha estuda (uma das mais tradicionais da cidade) me faz repensar sobre onde querem chegar esses alienados educadores, que não 'acordam' para a nova realidade do ensino no mundo.

Não sou educadora, não entendo muito de metodologia da educação, mas sou cidadã e como tal me revolta ver a forma mercantilista como as escolas tratam os alunos como se estivessem repetindo aquela antiga brincadeira, chamada "cabo de guerra" onde dois grupos seguram em cada ponta de uma corda e vence o grupo que conseguir derrubar o adversário.

É degradante quando vemos que alunos são proibidos de utilizar aparelhos eletro-eletrônicos durante o período das aulas em plena era de 'boom' tecnológico. Sem mencionar livros caríssimos que nunca são utilizados, associados a critérios ultrapassados de avaliação e ensino. Professores que não concordam com a metodologia, mas precisam aplicar para sobreviver.  Escolas que tratam alunos como meios para se promoverem.

É urgente compreender que a Educação é a base de toda transformação possível que o país sonha. É urgente que as escolas compreendam que precisam formar  cidadãos e não máquinas programadas para aprovação em vestibulares.

Mas, infelizmente, como diz Arnaldo Jabor, "A educação no Brasil é ruim por causa de um desejo desde os tempos da colônia portuguesa". Para ele, o deputado Tiririca representa milhões de brasileiros.

Parafraseando Gil Giardelli, "estamos vivendo atualmente uma revolução de atitudes social e moral". O Brasil de hoje tem sede de cidadania. E para que tudo isso se torne real,  a premissa básica é a EDUCAÇÃO voltada para a sustentabilidade, para a formação de cidadãos conscientes do seu papel na construção por um mundo melhor.

Liz Midlej


* Crowdsourcing - modelo de produção que utiliza a inteligência e os conhecimentos coletivos e voluntários espalhados pela internet para resolver problemas, criar conteúdo e soluções ou desenvolver novas tecnologias.

Um comentário:

  1. No BRASIL, a educação virou mercadoria, infelizmente... o que menos conta são as pessoas, seus sentimentos, a necessidade da mediação para a construção do conhecimento de modos coletivo e individual. Uma lástima, vc tem razão!
    Jussara Midlej

    ResponderExcluir