quinta-feira, 19 de maio de 2011

Metamorfose Ambulante

Esta semana ouvi um profissional me dizer que sabia que ao passar dos 45 anos, sua vida profissional estaria em xeque porque não havia espaço para profissionais “seniores” com toda esta valorização das novas gerações que vemos no mercado.


Aí me lembrei de alguns profissionais como William Bonner, Madonna, Eike Batista, Obama, Luiza Trajano (Magazine Luiza), Luiz Seabra (Natura), todos profissionais bem-sucedidos e – com todas as ressalvas que possam ser feitas – referências em sua área de atuação. Todos acima dos 40 anos de idade e em plena atividade profissional.

Em minha opinião, o sucesso profissional não tem a ver (necessariamente) com o tempo de experiência que você tem. Somente o tempo de carreira não faz um profissional mais preparado do que outro com menos tempo de estrada. A grande sacada é como o profissional utiliza e aprende com as experiências profissionais que ele desfruta ao longo da carreira.

Os profissionais mais bem-sucedidos utilizam as experiências às quais são submetidos para manter como dínamo ativo uma “metamorfose ambulante” constante, aprimorando suas competências constantemente.

E para isto é precisar mergulhar. Isto mesmo, se jogar por inteiro.

E é isto que os profissionais bem-sucedidos fazem com as experiências aos quais são submetidos: eles deixam um pouco de si e levam consigo um pouco do que viveram. E assim constroem constantemente um novo profissional. E para isto, não há regra de idade. Aliás, o tempo pode até ser um aliado…

Nenhum comentário:

Postar um comentário