sexta-feira, 27 de maio de 2011


“Em mim há uma infinidade de recortes, mas não sou arte que deve ser apreciada com pressa. Sou feita de detalhes antigos que carecem de contextualizações. Quem quiser que venha, mas antes se informe. Sou igual aos museus. Tenho horário para fechar.”

(Fábio de Melo - Mulheres de Aço e de Flores)

Nenhum comentário:

Postar um comentário